Ovelhas Incandescentes

Ovelhas Incandescentes

Páginas

domingo, 20 de maio de 2018

Solitário e libertador!


"Escrever é um ato solitário, sim.
Mas é um ato solitário que te tira da solidão, te abre o mundo e te liberta".
(RHA - 30/04/2018)

Eu aprendi a agradecer por tudo.
Pelo meu emprego, principalmente.

E hoje eu estava feliz.
Cansada, mas feliz.
Talvez seja porque eu atualizei o blog e eu sempre fico feliz com isso.

Se vão ler ou não, não importa.
O que importa é que eu preciso escrever, digitar na página do blog e publicar.
E fico feliz.
Isso me deixa feliz.

Escrever sempre me deixou feliz e sempre me deixou mais leve, como se tirasse algum peso da cabeça.
Deve ser porque algumas palavras saíram.
Quando eu escrevo, minha cabeça dá uma aliviada.
Não dói, não tem nada de errado, mas sinto a cabeça pesada de vez em quando e escrever diminui o cansaço e o peso que sinto.
Escrever me faz soltar as palavras que lotam a minha cabeça.

Eu sei que parece coisa de gente louca, mas a verdade é essa.
E assim como eu me sinto dessa forma, pode ter mais gente que também passe por isso.
Se eu sou louca, podemos ser juntos!
(RHA - 11/01/2018)

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

sábado, 19 de maio de 2018

A fila anda... de livros!

"Ser adolescente é difícil.
Todos nós sabemos disso".
(A Garota Que Perseguiu a Lua - pg. 46 - Sarah Addison Allen)


Dessa vez eu li dois da Sarah Addison Allen, que é minha mais nova escritora querida de infância.
Comecei com "A Garota Que Perseguiu a Lua", li em dois dias e pulei pro "A Rainha dos Doces" (que nome mais lindo), que também li em poucos dias porque é uma leiturinha tão delícia que vai que é uma beleza.
A escritora tem essa pegada de magia que eu gosto bastante, chame de infanto-juvenil, livro pra criança, agenda de 15 anos (amo!) ou seja lá o que for, mas eu adoro. 💗

"Em retrospectiva, ela descobriu que podia perdoá-lo porque a culpa foi dela em colocar sua felicidade nas mãos de outra pessoa".
(A Garota Que Perseguiu a Lua - pg. 76 - Sarah Addison Allen)

A Polyana te mostra sobre o livro. 💗


Eu parei de escrever minha própria sinopse porque reparei que muita gente só copia o que já está no livro, isso já é o trabalho da contracapa.
Se é pra eu falar o que acho, cabe a mim escrever seja lá o que for, e não copiar o que já está no livro, acho desnecessário.
Por isso parei de escrever sinopse, passei a colocar uma foto da contracapa (que acho muito mais legal, assim as pessoas leem do que se trata e boa, aí é com elas) e falo o que acho do livro, se gostei ou não (e o que mais acho que tenho que falar). 😘
  

Você pode gostar muito de um livro e ainda assim, não fazer questão da companhia dele, mas esse aí já está devidamente carimbado e vai fazer companhia para seus irmãozinhos aqui comigo. 💕
Teve uma parte que não gostei, que ela deveria ter dado um final decente.
Nada que estrague o livro, mas poderia ter prestado atenção nisso aí.
Um trecho meio besta, na verdade, porque achei besta uma briga por causa daquilo, mas ok, não estragou minha historinha querida.


Esse livro faz parte de uma galera que eu comprei no "Estante Virtual", logo, veio de um sebo e está com os seus devidos desgastes e manchas do tempo.
Eu amo isso! 💕
Claro que prefiro livros novos, mais bonitos, cheirosos, que duram mais, etc., mas... eu passei a gostar dos livros "cheios de pintinhas" 💞, bem como dos livros com assinatura do ex-dono na primeira folha (coisa que antes eu não gostava, mas passei a gostar e falei sobre isso aqui).

"A forma como vemos o mundo muda o tempo todo.
Tudo depende do nosso humor".
(A Garota Que Perseguiu a Lua - pg. 111 - Sarah Addison Allen)

Ainda falando sobre sebos e "livros cheios de pintinhas", outro que veio nessa galera é o livro "A Rainha dos Doces" (não é um nome lindo? 💗).
Ele também está "cheio de pintinhas". 💗

"Quer gostasse ou não, livros sempre apareciam quando ela precisava deles".
(A Rainha dos Doces - pg. 156 - Sarah Addison Allen)
 

"Ela aceitou aquilo dali por diante. Livros gostavam dela".
(A Rainha dos Doces - pg. 157 - Sarah Addison Allen)

Essa é a "capa" do livro, ele é uma edição do "Clube do Livro Seleções", um clube de assinatura de livros.
A grande característica desse clube é que em vez de um livro, você recebe quatro em um.
Essa capinha de papel eu joguei fora porque já estava bem velha e rasgadinha.
Essas sobrecapas de papel normalmente não duram muito.


Esses são os quatro livros dessa edição, eu comprei, mesmo, pela Sarah Addison Allen.


Essa é a capa do começo da história... eu amo esse nome. 💓
 
 

 Josey Cirrini é uma mocinha que adora vermelho e adora doces (oi? me chamou?), obedece a mãe de olhos fechados porque acha que essa é a forma de compensar a criança difícil e encapetada que ela foi.

Enquanto uma amiga, Della Lee, está fugindo do namorado, uma futura amiga, Chloe Finley, está botando o namorado pra fora de casa.
Chloe tem um detalhe interessante: livros simplesmente aparecem pra ela.
Apareciam frequentemente desde sempre, pararam quando ela foi morar com Jake e voltaram a aparecer quando ela o botou pra fora de casa.

Ao mesmo tempo que Della Lee foge do namorado violento, Julian, Chloe conhece um outro cara muito interessante... Julian.

E muitas coisas vão acontecendo... sem explicação lógica, porque os livros da Sarah Addison Allen são assim.
E eu amo! 💞
 
Se eu já amo o nome do livro, imagine o título do primeiro capítulo. 💗

 

"- Eu tenho... um relacionamento especial com livros.
- Os livros sabem ser possessivos, não é mesmo? Às vezes a gente está caminhando por uma livraria e um em especial salta sobre nós, como se tivesse ido parar ali sozinho, só para chamar a nossa atenção .
Às vezes, o que ele contém pode mudar a sua vida, mas às vezes nem é preciso lê-lo. 
Às vezes é um consolo apenas ter um livro por perto".
(A Rainha dos Doces - pg. 220 - Sarah Addison Allen)

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

sábado, 12 de maio de 2018

A fila anda... de livros!

"A pessoa errada. Mas por acaso o coração se importava com isso?"
(Morte de Tinta - pg. 177 - Cornelia Funke)


Eu finalmente terminei a "Trilogia Mundo de Tinta" e olha... me iludi.
Me iludi bonito.
Me iludi grandão.
Me iludi de verde e amarelo.


"Coração de Tinta", achei legal, mas poderia terminar melhor.
"Sangue de Tinta", pra mim, foi uma enrolação gigante, mas sendo o meio da história, ok.
"Morte de Tinta", achei que eles esticaram bem a história e foi legal porque detalhou e deu mais pano pra manga, explicando umas coisas e dando mais emoção pra outras, e foi uma bela manga... até chegar no final, e vou parar meus comentários aqui.

Não vou ficar falando mal do livro porque não é necessário e também em respeito a quem gosta (parabéns, não deu pra mim, mas fico feliz por vocês, sério, sem ironia).
Preferi o filme do que os livros e vou trocar todos via Skoob (com esse pensamento positivo que tenho).
E segue a fila!

"... por achar que as mulheres belas poderiam ser talvez desejadas, mas jamais respeitadas, e muito menos temidas".
(Morte de Tinta - pg.249 - Cornelia Funke)

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤

sábado, 5 de maio de 2018

Também tenho medo... mas, vamos!


Não sigo uma ordem nas coisas.
Pulo do passado pro futuro e me puxo de volta ao presente.
Não é algo que eu goste, mas é o que acontece.
Estou tentando ficar no presente sempre.

O passado dói.
O futuro machuca.
Às vezes alivia o tabefe do presente, mas também te dá um tranco quando te mostra que nada ali é real.

O melhor lugar pra ficar é o presente.
Não que seja bom de de ficar, mas é onde você deve ficar e onde você pode mexer.
Eu ainda não consigo, mas estou aprendendo.

Não adianta sentar no passado e ficar.
Não adianta pular pro futuro e achar que está arrasando.
Tem que parar no presente, ligar a TV do passado, ver com atenção e ir tomando notas.
Corrigir algumas coisas, apagar outras... mas não trazer nada de lá.

Eu não falei que é fácil.
Eu estou falando que é o que temos que fazer.
Dá-se um jeito pra tudo nessa vida.
Damos um jeito nisso também.

Não fale que você não consegue sem antes tentar.
Você consegue, sim, só está com medo, é normal.
Mas eu estou com você.

Eu também tenho medo.
Às vezes finjo que não, mas tenho.
Então vamos fingir juntos.
Não conto se você não contar, ok?
Então, vamos!

Incandesçam!
❤ 🌹 ✏ 📖 🎼 🎻 📚 🍫 ❤